PretaLab: Mulheres negras escrevendo novos códigos da sociedade

Este conversatorio es parte de la serie de conversaciones que hemos denominado Reimaginar el Futuro, ver más acá.

Invitadas: Silvana Bahia (PretaLab)

Introducción: TBD

Fecha: 22 de marzo de 2022

  • 2pm Mexico;
  • 4pm EST;
  • 5pm Buenos Aires / Sao Paulo / Santiago

Plataforma: zoom (enlace será enviado por email)

Resumen: As tecnologias precisam ser cada vez mais criadas por pessoas de repertórios, origens olhares diferentes para que não haja concentração abusiva de poder, uma vez que as tecnologias embutem comportamento, estratégia e visão de mundo. O Brasil é um país que tem como um dos principais problemas sociais as desigualdades vinda de uma política de escravidão que nunca teve políticas de reparação histórica e que tem como consequência o racismo estrutural tão presente na sociedade, que faz com que as pessoas negras estejam num lugar socialmente desprivilegiado, mesmo sendo mais de 50% da população. As desigualdades sociais presentes no mundo offline também estão presentes nas tecnologias.  Trabalhar para que as pessoas negras, em especial mulheres negras, estejam numa condição de líder na produção da tecnologia é algo que precisa ser feito e é urgente. 


Silvana Bahia. Silvana Bahia é codiretora executiva do Olabi, coordenadora da PretaLab – iniciativa de estímulo às mulheres negras nas tecnologias e inovação. Mestre em cultura e territorialidades pela UFF, pesquisadora associada do grupo de arte e Inteligência Artificial da USP e do grupo de pesquisa em Políticas e Economia da Informação e Comunicação da UFRJ. Em 2021 recebeu o prêmio Protagonista Brasil, País Digital concedido pelo Movimento Brasil, País Digital.

Triana 861, Providencia, Santiago